Mamãe também sente cansaço e fica doente…

0 Comment
Fonte: Google

Bem a vida é cheia de momentos bons e ruins, dias que nos sentimos bem em todos os sentidos e  outros  desanimados, cansados e  sem forças de caminhar, mas só por alguns momentos (hahaha).

Há quinze dias atras eu estava assim, minha saúde não estava legal, os gêmeos ficaram doentinhos e minha mãe tinha uma cirurgia que estava nos deixando preocupados.
Rinite alérgica me castigou, a ponto do medicamento que sempre uso não valer, foram 5 noites péssimas de sono, vias respiratórias congestionada. E justamente nesses dias os gêmeos ficaram febris e com a garganta infeccionada. Fomos  ao médico, foi feita medicação e graças a Deus ficaram melhores.

Mas além disso, estava preocupada com a cirurgia da minha mãe, ela teve que operar o olho direito, ela 76 anos e é super ativa, e a cirurgia requer cuidados em relação a pegar peso e abaixar, resultado “tinha que ficar de olho na minha mãe”, pois automaticamente ela ia fazer as coisas que não podia. Muitas vezes por teimosia, outras por habito. Imagino que não seja fácil ficar sem movimentar a cabeça direto, mas é preciso para uma boa recuperação.

Diante disso e por esta dormindo muito tarde e acordando  cedo demais, bateu um cansaço que não havia sentido nesses 3 anos, junto com ele desanimo, a rotina em casa com os gêmeos bagunçou  de uma forma que parecia não me encontrar mais. Por alguns momentos senti perdida, sem controle e pior de tudo sem forças.

Pensei, não sou assim, já fiquei doente algumas vezes, mas não chegou a tanto, como se aquela pessoa não fosse realmente eu, acho que na verdade esses sentimento todo é um sinal que devo parar, respirar e ver que é normal sentir assim. Afinal tenho: esposo, filhos, casa e trabalho, exerço várias tarefas num dia que tem apenas 24h, não sou melhor e nem pior que ninguém.

Mas valeu a reflexão. Então resolvi fazer algo pra começar a melhorar, fui conversar  com a coordenadora da escolinha dos gêmeos, se tinha como mudar eles pro período da tarde, para minha surpresa a resposta foi imediata e positiva. Os gêmeos nem estranharam a mudança. Passei a dormir um pouco mais cedo, e dividindo os afazeres domésticos por dia, como era antes.

Com nossa saúde recuperada,  minha mãe em recuperação e a mudança no  horário, espero que tudo volte ao normal, saudade da minha “rotina do bem”, conseguir manter tudo organizado, ficar despreocupada por não ter outros trabalhos atrasados, e poder chegar em casa após um longo dia de trabalho, brincar com os gêmeos e sentir animo pra fazer tudo novamente no dia seguinte, NÃO TEM PREÇO…

Nem sem pre as coisas funcionam como pensamos, programamos ou queremos, mas ainda sim temos a chance de  pensar e achar o plano B, C e D como saída, só não será possivel em caso de doenças ou extremos. No mais “força na peruca” em busca de dias melhores.

Beijos!!!!

0 Comments

    Comente! Adoro sua participação!

    error: Cópia é crime!