Você sabia? HPV está relacionado com incidência de câncer de colo de útero…

0 Comment
imagem daqui

De acordo com pesquisa realizada pela entidade, mulheres desconhecem as formas de prevenção e muitas ainda não realizam regularmente o exame de Papanicolaou.

A relação entre o aumento do risco de câncer do colo do útero a partir da infecção pelo vírus HPV (Papilomavírus humano) ainda é desconhecida pela maioria das mulheres. Mesmo aumentando em até 100 vezes a chance de uma mulher desenvolver o câncer de colo do útero no futuro, o HPV ainda não é identificado como fator de risco para o segundo tipo de câncer mais incidente entre elas no Brasil. Além disso, ainda é grande o número de brasileiras que não realiza regularmente Papanicolaou, principal exame para detectar as lesões que podem levar ao câncer do colo do útero.

Na tentativa de detectar o conhecimento das mulheres, a Associação Brasileira de Patologia do Trato Genital Inferior e Colposcopia realizou uma pesquisa em parceria com o Ibope com 700 mulheres em seis capitais do país (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre e Recife), com idades entre 16 e 55 anos. “Queríamos conhecer um pouco mais das referências dessas mulheres, entender quais mensagens já chegaram até elas sobre o assunto e o que ainda falta para que elas compreendam a gravidade dessa situação”, diz Garibalde Mortoza Júnior, presidente da Associação.

De acordo com a pesquisa, 66% das entrevistadas não relacionam o HPV com o câncer do colo do útero. “Esse é um dado importante que já percebemos no consultório. O desconhecimento esbarra nas medidas de prevenção, que elas não realizam corretamente”, avalia Mortoza Júnior. Para se ter uma ideia, 76% das mulheres ouvidas na pesquisa não relacionam a vacinação contra o HPV como forma de prevenção do câncer do colo do útero.

Um número bastante expressivo, já que a vacinação deve ser iniciada em meninas a partir dos 10 anos de idade

Exame de Papanicolaou

Quase 40% das entrevistadas também não relacionaram os exames preventivos de rotina como forma de prevenção do câncer do colo do útero. “A detecção precoce de lesões que podem levar ao câncer é importantíssima para se prevenir a doença”, lembra Mortoza Júnior. Outro dado importante: 31% das entrevistadas nunca realizaram ou fizeram apenas uma vez na vida o exame de Papanicolaou. “É muito importante chamar a atenção para o fato de que existem medidas para a prevenção desse tipo de câncer. Adolescentes e mulheres devem ser vacinadas contra o HPV. Além disto, as mulheres devem incluir o exame em sua rotina de uma vez por todas”, conclui.

Dois terços das brasileiras não sabem que HPV está relacionado com incidência de câncer de colo de útero
Pesquisa foi feita pelo Ibope. A prevenção contra o vírus do papiloma humano é a forma mais eficaz de evitar a doença, que é o segundo tipo de câncer que mais mata mulheres no país, ficando atrás apenas do de mama.
O HPV é sexualmente transmissível e é passado por meio do contato com a pele. Ele provoca ferimentos genitais e verrugas, que, muitas vezes, originam tumores.


Então meninas atentas, imprescindível manter os exames em dia. O bem estar de nossos filhos e familia depende de nós.
Fonte: (http://noticias.terra.com.br/ciencia/)
0 Comments

    Comente! Adoro sua participação!

    error: Cópia é crime!