5 Dicas para escolher o fogão

0 Comment

Oi meninas, tudo bem? Hoje o assunto é sobre 5 dicas para escolher o fogão, isso mesmo.
Ele esta na mesma linha de escolha da geladeira, como falei nesse post aqui. Atenção e cuidado na hora de aquirir um novo ou trocar é a mesma que a geladeira, infinidades de modelos, marcas cores e designers. Mas precisa necessariamente ver aquele que se encaixa perfeitamente com sua necessidade no uso diário, ver o tamanho da sua cozinha, a cor se de repente não ficará estranha e, principalmente seu bolso. Quem está montando, reformando ou simplesmente atualizando a cozinha deve se preparar para acompanhar as evoluções do mercado. Atualmente, existem os mais diversos modelos de fogão, como esses, cheios de recursos e em diferentes formatos.

5 Dicas para escolher o fogão4

E, certamente, quanto mais opções disponíveis, mais dúvidas aparecem antes de se decidir pelo modelo ideal para suas necessidades cotidianas. Por isso, saiba quais são os principais aspectos que devem ser avaliados antes de comprar esse eletrodoméstico essencial para sua cozinha. Abaixo tem 5 dicas para escolher o fogão, confira:

Os primeiros questionamentos, por mais que o fogão seja um dos itens mais básicos para se desempenhar uma atividade comum como cozinhar, nem todas as pessoas fazem isso da mesma forma. Logo, existem demandas de uso diferentes para os fogões. Por isso, o primeiro passo é avaliar questões bem simples:

  • Eu gosto de cozinhar?
  • Quanto espaço disponível há em minha cozinha para instalar o fogão?
  • Quantas refeições serão preparadas por dia?
  • Para quantas pessoas?
  • Com qual frequência vou precisar usar o forno?
  • Essas perguntas simples já são uma boa base para traçar uma rotina de uso do eletrodoméstico, sem restrições ou exageros.

Analisando o ambiente, o layout da cozinha é importante não só para a sua funcionalidade, mas também para a segurança da casa. O local onde o fogão será instalado deve ser arejado e estar afastado de outros equipamentos, como geladeira, micro-ondas e lava-louças. Também é sempre bom ter uma bancada de apoio próxima ao fogão para facilitar o alcance aos itens que serão utilizados enquanto estiver cozinhando.
Caso a cozinha tenha espaço limitado – o que é cada vez mais comum, principalmente em apartamentos – não se esqueça de medir com precisão o espaço dedicado ao fogão antes mesmo de começar a procurar por um modelo específico.

Os tipos de fogão, para atender a diferentes formatos de cozinha, esses são os modelos mais comuns encontrados nas lojas:

  • De piso – Existem diversas versões desse modelo, que podem variar de quatro a seis bocas, e que geralmente funcionam a gás. São os modelos mais tradicionais, com os queimadores e o forno em um mesmo aparelho.

5 Dicas para escolher o fogão2

  • Embutidos – São mais recomendados para cozinhas pequenas, que precisam ser bem projetadas para abrigar todos os equipamentos. Geralmente não possuem mais de quatro bocas e são mais compactos. Por isso, vale dar toda atenção as suas medidas, pois no caso de uma substituição, o novo fogão deve encaixar perfeitamente em seu nicho sem desestruturar toda a cozinha.

5 Dicas para escolher o fogão1

  • De mesa – Também conhecidos como cooktops, eles podem ter de uma até seis bocas. Por não possuírem forno, são instalados diretamente em uma bancada, tornando o projeto da cozinha extremamente versátil, já que um forno pode ser embutido em outro ponto da cozinha, até mesmo em uma posição mais alta e mais ergonômica. Eles funcionam à gás, eletricidade ou indução magnética.

5 Dicas para escolher o fogão3

Quantas bocas? A regra costuma respeitar o número de moradores da casa. Uma família com quatro ou mais pessoas, que utilize o fogão diariamente, vai precisar de seis bocas. Já os solteiros, casais sem filhos ou famílias de até três pessoas podem lidar bem com a rotina com um fogão de quatro bocas ou menos.

Além de optar pela quantidade de bocas suficientes para seu fogão, também é possível escolher qual será o tipo de queimador de cada uma delas. Antes, o tamanho das bocas era o único fator que influenciava na velocidade do cozimento do alimento, mas hoje é possível escolher entre as bocas regulares ou mesmo com chamas triplas, que aceleram o processo de cocção e distribuem o calor em mais pontos da panela.

Limpeza e manutenção, esses são alguns aspectos que a maioria das pessoas só vai se atentar durante o uso diário, e daí será tarde demais para arrependimentos. A limpeza e higienização do fogão são pontos fundamentais para sua escolha, e podem implicar até em sua durabilidade.

Fique atento a todas as peças que podem ser removidas para a lavar, como as grades, queimadores e suas bocas, grelhas, ou mesmo a tampa interna do forno. Caso contrário, a sujeira do dia a dia pode se acumular em cantinhos e frestas difíceis de limpar, prejudicando não só a estética do aparelho como seu funcionamento, como por exemplo, entupir os queimadores.

O material e a superfície do fogão também vão influenciar muito na rotina de limpeza. Os modelos planos, sem divisórias e ondulações, revestidos em aço inox são os mais fáceis de limpar. Os fornos autolimpantes são capazes de derreter os respingos de sujeira em seu interior e também otimizam muito o tempo gasto na limpeza.

Para sua segurança, todos os fogões devem passar por inspeções periódicas, principalmente os modelos a gás. É aconselhável solicitar uma visita técnica preventiva a cada dois anos e verificar todos os itens do fogão, mangueira, registro e botijão.
Além disso, vale lembrar que o fogão só deve ser utilizado exatamente como recomenda o manual de instruções do fabricante.
Pronto agora você ir em busca do seu tão desejado fogão novo.

Gostou desse post? Compartilhe

Imagens Pinterest, Brastemp, WalMart
Texto base MS Noticias

0 Comments

    Comente! Adoro sua participação!

    error: Cópia é crime!